sexta-feira

Rimando com Melissa



Mais uma manhã, o sol bate a janela,

Melissa acorda-se de um pulo tão bela
quanto à luz do dia.
Calma aí, mas isso aqui não rima!
Vou tentar novamente, ok?!

Melissa ia acordando e o sol já raiando.
Seus cabelos esvoaçantes,
quase brilhantes.

Até parece cena de novela!

E quando a menina olhou pela janela,
estava lá, um arco-íris tão colorido

quanto uma aquarela.
Melissa tinha uns onze anos,

e era muito sapeca,
sua maior diversão: Brincar de boneca!

Porém, o tempo passou,
e a menina destemida levantou,

mas lamentou, pois a infância passou
e a rima acabou!

Um comentário:

  1. oi Fran, então você também escreve poemas. Gostei deste. Um abraço.

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar, com moderação!!